Segundo dados publicados pelo INE, os preços medianos na habitação em Lisboa subiram 23% no 2º trimestre de 2018, em termos homólogos. Cada casa custa agora € 2.753 /m2, bem acima dois € 2.231/ m2 que se verificava há um ano atrás.

Campolide e Avenidas Novas foram as freguesias que registaram a maior variação homóloga, de 37%, seguidas de Ajuda (36%), Estrela (34%) e Arroios (32%). Só Marvila registou uma quebra no preço mediano de -7%.

Numa análise em cadeia (do 1º para o 2º trimestre de 2018). Lisboa apresentou uma valorização de 7% com as freguesias de Ajuda, Beato e Estrela a ganharem “momentum” com subidas bem acima da mediana da cidade.

Santo António mantém-se como freguesia mais cara

Santo António ainda se mantém como a freguesia da capital que apresenta o preço mediano mais elevado, com € 4.105 /m2, seguida da Misericórdia (€ 3.894 /m2) e Santa Maria Maior (€ 3.632 /m2).

Freguesias como Estrela, Alvalade, Avenidas Novas, Campo de Ourique e Parque da Nações apresentam todas elas preços medianos acima dos € 3.000 /m2.

Marvila, Santa Clara, Olivais e Beato registam preços abaixo dos € 2.000 /m2 sendo assim as freguesias mais baratas de Lisboa.

Preço dos apartamentos novos a descer no centro

Os dados divulgados pelo INE apontam ainda para uma queda há 3 trimestres consecutivos no preço dos alojamentos novos no centro de Lisboa, nomeadamente na freguesia de Santo António, isto apesar de uma subida homóloga de 10%. Cada alojamento novo custa agora € 5.102 /m2 nesta freguesia da cidade de Lisboa quando há 6 meses atrás apresentava um preço mediano de € 5.677 /m2.

Em termos homólogos, os alojamentos novos registaram uma subida de preços de 16%, com Beato (67%!) e Belém (60%!) a baterem recordes na subida de preços. Alcântara (48%), Areeiro (45%) Campolide (42%) registaram igualmente subidas assinaláveis. Só a freguesia de Beato observou uma queda homóloga de preços (-2%).

Numa análise em cadeia, Campo de Ourique e Santo António foram as únicas freguesia de Lisboa com os preços medianos nos alojamentos novos a cair. Já Ajuda, Alvalade e Beato registaram subidas assinaláveis nos preços dos alojamentos novos de 28%, 36% e 41% respectivamente.

Bons negócios (imobiliários)!

 

Fonte: Out of the Box
Link Original: https://out-of-the-boxthinking.blogspot.com/2018/10/habitacao-precos-em-lisboa-sobem-23.html#more

COMO DEVEMOS ULTRAPASSAR ESSA CRISE
PARTICIPAR
PARTICIPE / FAÇA-SE OUVIR